Publicado por: PROFª SURAIA | 20/12/2009

Assassinato na literatura infantil


A mãe do gordo funda uma Sociedade Cultural com sede no bairro de Vila Madalena que é uma região intelectual da cidade de São Paulo e oferece o troféu Visconde de Sabugosa para o escritor que fizer o melhor livro infantil. Além do troféu, o vencedor (ou vencedora) receberá cem mil dólares oferecidos pelo pai do gordo.

Um júri de seis intelectuais vai decidir entre os cinco escritores finalistas quem levará o troféu e o dinheiro. A decisão será tomada publicamente no palco da Sociedade Cultural onde cada jurado dará o seu voto numa cerimônia muito chique, na frente de um grande público. A mãe do gordo, como presidente da Sociedade Cultural, é a mestre de cerimônias, fazendo as apresentações ao microfone.

Se houvesse só a votação e a entrega do prêmio, o tempo ia ficar muito curto. Então na primeira parte do espetáculo são passados no telão cinco pequenos filmes de dez minutos cada um contando um pouco da vida de cada escritor finalista. Aí tem um intervalo, o público vai para o salão de festas, toma vinho branco gelado, come salgadinhos, faz conversinha de festa, e depois volta para a platéia.

Dona Celeste anuncia que a votação vai começar e ela começa. Os cinco escritores finalistas, cada um com a sua torcida e suas faixas de "já ganhou" na platéia, estão muito nervosos.

Agora, pelo título, o mais distraído leitor já adivinhou que alguém vai levar um tiro na cabeça.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: