Publicado por: PROFª SURAIA | 30/09/2009

Era uma vez um tirano


As pessoas viviam felizes no seu país. Cantavam, trabalhavam, conversavam e tinham idéias. Até que apareceu um certo tirano, que resolveu mudar tudo e atrapalhar a felicidade dessas pessoas. Reclamou das cores e até das estrelas. Se não fossem aquelas crianças…

Veja o que a autora fala sobre seu livro:

“Sempre adorei ver fogos de artifício. Quando era bem pequena, gostava de desenhar festas de São João, com o céu estrelado e os fogos. Ao passar a escritora, sempre achei que um dia ia escrever a história de um fabricante de estrelas. Mas não pensava que. ao começar a trabalhar nesse texto, ele ia virar algo tão político.

Esse livro foi escrito em 1981, no tempo do governo militar. Já tinha havido a anistia, mas ainda vigoravam as leis da ditadura. Não havia liberdade nos sindicatos ou nas eleições. A justiça era muito limitada. Mas já tinha sido pior, antes de começar o que se chamou de "distensão lenta e gradual" do regime.

Por isso, ao contar essa história de um ditador, eu resolvi testar e não mais chamá-lo de rei, como tantos de nós, autores, tínhamos feito antes. Arrisquei dar-lhe o nome de Tirano – o que, por si só, foi considerado uma temeridade por muita gente. Mas a Salamandra topou e nós fomos em frente.

As proibições do Tirano, lembradas no livro, estavam na memória recente de todos. E não vigoravam apenas no Brasil, mas em vários outros países vizinhos. Minha proposta para vencer a situação era simbólica, naturalmente. Mas tinha a ver com o caminho em que eu acreditava: uma festa feita com a união de toda a nação, nas suas diferentes etnias e gerações, com os recursos da memória e da criatividade artística, e com a pureza e coragem das crianças.

Depois, como o livro foi traduzido em espanhol e alemão, a história se espalhou. E tive a emoção de vê-la no palco em Berlim, no mesmo teatro em que trabalhou Bertold Brecht, o Berliner Ensemble. Em tempos muito melhores, felizmente, quando nem a Alemanha nem o Brasil estão mais sofrendo com governos de tiranos.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: